O ENSINO DE CIÊNCIAS COM AULAS PRÁTICAS: OBSERVAR, FAZER E APRENDER

Leandro Pereira Rezende, Fabrícia da Silva Almeida, Antonilda de Meira Pereira, Sara da Silva Chaves, José Luís dos Santos Sousa

Resumo


As aulas práticas podem proporcionar um ensino de Ciências baseado na relação teoria e prática que proporcione uma melhor aprendizagem. Objetivou-se propor um ensino de Ciências com aulas práticas que coloquem o aluno como ator principal das atividades ao observar, fazer e aprender em sala de aula. Foram escolhidas as atividades práticas, preparados os roteiros, maquetes e realizados os testes. Quando em sala de aula, os assuntos foram revisados em aulas teóricas associadas a práticas executadas conforme o roteiro proposto. Participaram as turmas do 6º, 7º, 8º e 9º ano e como método avaliativo foi aplicado um questionário de 5 questões para avaliar os conhecimentos adquiridos. Os alunos tiveram a oportunidade de compreender a tensão superficial e observar a importância dos processos de tratamento da água (6º ano), observar estômatos, protozoários e fungos (7º ano), compreender os movimentos de inspiração e expiração e também o ar que entra e sai dos pulmões (8º ano), simular leis mendelianas e brincar com a densidade de substâncias (9º ano). Com as atividades propostas os estudantes tiveram melhor visão e aproveitamento dos conteúdos abordados em sala, garantindo-se assim melhor aprendizado. Com os questionários aplicados, percebeu-se que os alunos demonstraram grande interesse pelas atividades, e, com base nas respostas, tiveram bom aproveitamento das práticas. Sobretudo, os discentes foram capazes de relacionar teoria e prática, comprovando que as aulas práticas são uma boa proposta pedagógica e que os alunos, ao observar e fazer, têm maior aprendizado.
Palavras-chave: Avaliação; Aprendizagem; Proposta Pedagógica; Teórico-práticas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18817/pef.v23i1.1661