MANGUEZAL COMO ÁREA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL DA REDE PÚBLICA DE SÃO LUÍS, MARANHÃO, BRASIL

  • Andreia de Lourdes Ribeiro Pinheiro Universidade Estadual do Maranhão
  • Hetty Salvino Torres Universidade Estadual do Maranhão
  • Adriana do Nascimento Cavalcante IBAMA/MA
  • Zafira da Silva de Almeida Universidade Estadual do Maranhão

Resumo

O ecossistema manguezal apresenta uma importância constatada, entretanto, verifica-se uma crescente degradação da fauna/flora deste ambiente, provocada por aterros, resíduos, especulação imobiliária, dentre outros fatores. Consciente dessas implicações visou-se contribuir com a minimização destes impactos e apresentar uma experiência em Educação Ambiental com alunos da quarta série do Ensino Fundamental da Unidade Integrada Padre Newton Pereira. Neste estudo foi proposta a inserção da temática ambiental, em sala de aula, permeando o conteúdo programático, tendo como ponto de partida a realidade local e utilizando os elementos disponíveis na natureza como ferramentas educacionais. Durante o desenvolvimento das atividades os alunos receberam informações conceituais acerca do tema abordado e desenvolveram atividades lúdicas, trabalhando com oficinas e passeios voltados para o ecossistema manguezal. Por meio desta experiência, verificou-se a necessidade e a potencialidade da realização de atividades voltadas para a Educação Ambiental no âmbito das instituições educacionais. Como resultado possibilitou-se um campo de discussão com maior engajamento dos estudantes e constatou-se o desenvolvimento de uma visão holística, sobre o assunto e compreensão de conceitos integradores. Constatou-se também um maior estímulo por parte dos estudantes, dessa forma, maior predisposição em mudar concepção e comportamentos em relação ao meio que os cerca. Palavras-chave: Manguezal; Educação Ambiental; Escola. MANGUEZAL AS AREAS OF ENVIRONMENTAL EDUCATION IN A SCHOOL OF FUNDAMENTAL EDUCATION OF THE PUBLIC NETWORK OF SAO LUIZ, MARANHAO, BRAZIL ABSTRACT The mangrove ecosystem presents a confirmed importance, however, there is a growing degradation of the fauna and flora of this environment, caused by landfills, residues, real estate speculation, among other factors. Aware of the implications of these actions, the present work aims to contribute to the minimization of these impacts and presents an experience in Environmental Education with fourth grade students of the Elementary School of the Integrated Unit Padre Newton Pereira. In this study it was proposed the insertion of the environmental theme in the classroom, permeating the programmatic content, starting from the local reality an using the elements available in nature as educational tools. During the development of the activities, the students received conceptual information about the theme covered and developed play activities, working with workshops and walks focused on the mangrove ecosystem. Through this experience, it was verified the need and potentiality of the accomplishment of activities directed to Environmental Education within the scope of educational institutions. As a result, a field of discussion with a greater engagement of students was made possible, and a holistic view on the subject and comprehension of integrating concepts was verified. There was also a greater stimulation by students, thus, a greater predisposition to change conception and behavior in relation to the environment that surrounds them. Keywords: Mangrove; Environmental Education; School.

Biografia do Autor

Andreia de Lourdes Ribeiro Pinheiro, Universidade Estadual do Maranhão
Licenciada em Ciências Biológicas (UEMA). Especialização em andamento em Educação Especial e Inclusiva (IPEMIG) e Educação Ambiental e Sustentabilidade (UNINTER). Pesquisadora no Laboratório de Pesca e Ecologia Aquática (LabPEA/UEMA), secretária na Assessoria de Gestão Ambiental (AGA/UEMA) e equipe técnica do Instituto Amazônia dos Saberes (IASA).
Hetty Salvino Torres, Universidade Estadual do Maranhão
Mestre em Recursos Aquáticos e Pesca (UEMA). Especialista em Educação Ambiental (UEMA). Licenciada em Ciências/Biologia (UEMA).
Adriana do Nascimento Cavalcante, IBAMA/MA
Mestre em Recursos Aquáticos e Pesca (UEMA). Graduada em Ciências Biológicas (UEMA). Atualmente exerce o cargo de Analista Ambiental no Núcleo de Licenciamento Ambiental do IBAMA/MA.
Zafira da Silva de Almeida, Universidade Estadual do Maranhão
Doutora em Zoologia (UFPA). Mestre em Oceanografia (UFPE). Graduada em Ciências Biológicas (UFMA). Atualmente é membro da Academia Maranhense de Ciências, professora adjunta IV da Universidade Estadual do Maranhão, Chefe do Laboratório de Pesca e Ecologia Aquática (LabPEA/UEMA) e Assessora de Gestão Ambiental (AGA/UEMA) da mesma instituição. Docente nos cursos de Mestrado académico em Recursos Aquáticas e Pesca (UEMA); Biodiversidade, Ambiente e Saúde (CESC/UEMA); Rede de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal (BIONORTE), professora da graduação em Ciências Biológicas (UEMA).
Publicado
2018-12-28
Seção
Artigos