REFLEXÕES SOBRE AS VIOLÊNCIAS DE GÊNERO NO ESPAÇO ESCOLAR

  • Márcia Cristina Gomes Universidade Estadual do Maranhão

Resumo

O estudo discorre sobre as violências de gênero, em particular das mulheres, e parte do pressuposto de que essa violência está associada a um modelo cultural dominante que é androcêntrico, entendido como construção autorizada de normas que privilegiam os traços relacionados à masculinidade, e sexista cultural, uma vez que tende a desqualificar as coisas codificadas como femininas e que afetam não somente as mulheres. Nesse sentido, o objetivo desse estudo é analisar as violências de gênero no espaço escolar, precisamente entre jovens do Ensino Médico da rede pública de ensino. A perspectiva metodológica de investigação é qualitativa com base em revisão de literatura. Entende-se que a educação formal, precisamente a escolar, reflete os valores culturalmente desenvolvidos pela sociedade em que está inserida, repassados por meio de concepções sócio educacionais presentes num determinado momento histórico, assim como do currículo escolar e dos saberes compartilhados, e a educação para as relações de gênero tem se constituído um tema relevante no tocante às práticas orientadas para discussão do preconceito, da discriminação e das violências de gênero. Palavras-chave: educação, gênero, violência.

Biografia do Autor

Márcia Cristina Gomes, Universidade Estadual do Maranhão
Professora Adjunta da Universidade Estadual do Maranhão/CECEN/DEFIL. São Luís/MA. Brasil.
Publicado
2020-01-31