DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE EUGENOL NA ANESTESIA DE MOLINÉSIA Mollienesia sp.

Emanuel Soares dos Santos, Tárcio Gomes da Silva, Robério Mires de Freitas

Resumo


Para que um anestésico seja utilizado com eficiência é importante estabelecer a sua concentração e o tempo ideal de exposição, desta forma a presente pesquisa procurou identificar a concentração do anestésico eugenol mais adequada a ser utilizada na insensibilização de juvenis de molinésias Mollienesia sp. por meio de banhos de imersão e os tempos necessários para atingirem o nível de anestesia profunda e recuperação. Utilizando um cronometro de digital foi realizada a cronometragem do tempo necessário para a anestesia, biometria e recuperação de 10 molinésias em cada uma das cinco concentrações do anestésico eugenol (10, 20, 30, 40 e 50 mg L-1) testadas.Em relação ao tempo de biometria e ao tempo de recuperação não foi observada diferença estatisticamente significativa entre as cinco concentrações testadas.O tratamento que utilizou a concentração de eugenol de 10 mg L-1 apresentou um maior tempo médio para anestesia (315,1 ± 130s) em relação aos demais tratamentos. Os tratamentos que usaram 20, 30, 40 e 50 mg L-1 obtiveram resultados de 119,8 ± 25,9s; 116,9 ± 33s; 93,3 ± 33,7s e 62,3 ± 10,2s, respectivamente. Não é indicado uso do eugenol na concentração de 10 mg L-1, pois o tempo de indução anestésica é muito longo. As demais concentrações utilizadas apresentaram resultados dentro dos padrões sugeridos pela literatura, no entanto as concentrações de 30 e 40 mg L-1 foram as mais seguras, pois não observou-se mortalidade no período de 96 horas. Recomenda-se a concentração de 30 mg L-1 para a anestesia dos juvenis de molinésia.

Palavras-chave


anestesia profunda; biometria; insensibilização; óleo de cravo; peixe ornamental.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Catálogos, Portais, Bases Bibliográficas, Índices e Sistemas de Indexação http://sumarios.org/sites/default/files/zeropoint_logo.png https://www.abecbrasil.org.br/novo/wp-content/uploads/2015/09/Banner-com-movimento-de-entrada-de-seta.gif