EO DE BURITI (Mauritia flexuosa) NA ALIMENTAO DO CAMAR Macrobrachium amazonicum (HELLER, 1862)

Jacqueline Araújo Guerra, César Antunes Rocha Nunes, Jefferson Alves Lima, Gilma Rodrigues Sousa, Igor Santos Freidas, Luzinete Souza Carvalho, Raimunda Silva Gama, Robério Pereira Lima, Taliany Santos Amorim

Resumo


Nos timos anos a carcinicultura Nordeste brasileiro vem apresentando grande avan, principalmente por possuir caracterticas favoreis ao desenvolvimento da atividade. O objetivo do trabalho foi analisar a produo do camar Macrobrachium amazonicum alimentado com rao suplementada com eo de buriti (Mauritia flexuosa). O experimento foi realizado na Universidade do Estado da Bahia no Departamento de Cicias Humanas e Tecnologias XXIV, no Laboratio de Carcinicultura, durante 67 dias. Os animais foram aclimatados durante sete dias em tanques de 100 litros e foram transferidos para os tanques experimentais, com sistema de recirculao, composto por 20 garrafs de 20 litros. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e quatro repeties. Os tratamentos consistiram em adicionar o eo do buriti na rao comercial (0%, 5%, 10%, 15% e 20%). N houve diferen significativa pelo teste de Tukey (p>0,05) entre os tratamentos para valores encontrados das varieis fico-quicas da ua. Para as varieis de peso mio, sobrevivcia, produtividade e ganho de peso n houve diferen significativa pelo teste de Tukey (p>0,05), no entanto a biomassa final (0,67g, 1,05g, 0,84g, 0,61g e 1, 45g, para todos os tratamentos respectivamente) apresentou diferen significativa pelo teste de Tukey a (p˂0,05) entre suas mias. possel utilizar raes suplementadas com eo de buriti a 20% de inclus, sem prejuo no desempenho zootnico dos camars.

Palavras-chave


Caatinga; Espécie nativa; Ingredientes alternativos, Óleo vegetal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18817/repesca.v12i1.1812

Catálogos, Portais, Bases Bibliográficas, Índices e Sistemas de Indexação

Financiamento

PPG UEMA FAPEMA