Núcleo dramático e senso comum: uma leitura de Café, de Mário de Andrade

Ivan Moura Silva

Resumo


O presente trabalho analisará o romance Café, de Mário de Andrade, sob as perspectivas formal e ideológica. No primeiro caso, será analisado o núcleo dramático que se desenvolve no capítulo As duas irmãs, considerando que esse núcleo se insere num intervalo dramático. Isso ocorre devido ao fato de que a trama principal do romance é interrompida para que o núcleo dramático possa se desenvolver. Assim, Café inclui em sua estrutura características dos gêneros romance e drama, o que evidencia a abrangência permitida pela literatura. Já a análise ideológica mostrará o modo como a imprensa contribui para a difusão do senso comum, de modo a preencher a vida cotidiana dos personagens em torno de uma ideologia dominante. Essa ideologia se faz notar pelo comportamento cada vez mais burguês a que a família se submete com a vida na cidade, influenciada particularmente pela leitura de jornais e folhetins. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • N?o h? apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Universidade Estadual do Maranhão - UEMA

Campus Caxias

Departamento de Letras