MÚSICA, LITERATURA e HISTÓRIA: Interfaces da Liberdade em João do Vale e Nicanor Parra

Solange Santana Guimarães Morais

Resumo


O artigo analisa as interfaces dos sentidos de liberdade em composições musicais do poeta popular maranhense João do Vale com poemas do escritor chileno Nicanor Parra. Esta abordagem possibilita que música, literatura e história dialoguem. Adotei o método comparativo tendo em vista as aproximações e distanciamentos entre os dois autores latino-americanos. Os caminhos dos dois artistas se aproximam quando reproduzem o essencial das falas cotidianas de indivíduos comuns, de forma a surgirem possibilidades de diálogos entre suas obras. Dei ênfase aos poemas e músicas que demonstram um teor de crítica e preocupação dos poetas com as causas sociais e políticas dos seus países.

 

Palavras-Chave: Música. Literatura.História.Liberdade.Interfaces.

 


Texto completo:

PDF

Refer?ncias


AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Chapecó, SC: Argos, 2009.

ALONSO, Dámaso. Poesia española. Rio de Janeiro: Ed. INL, 1960.

BANDEIRA, M. Poesias completas. Casa do estudante do Brasil, 2000.

BOTEZELLI, J. C. P.; PEREIRA, Arley. Música brasileira deste século por seus autores e interpretes. São Paulo: SESC, 2000.

FERREIRA, A. B. H. Mini-dicionário da língua portuguesa. RJ: Nova Fronteira, 2001.

FREUD, S. O mal-estar na civilização [1930]. Rio de Janeiro: Imago, 1974.

GOLDSTEIN, Norma. Versos, sons e ritmos. São Paulo: Ática, 2000.

PARRA, N. Entrevista a Garcia de La Huerta. In. Revista The Clinic. Santiago, Chile. Ed. La Sociedad de Ediciones y Publicaciones Bobby S.A.: 2013, p.10.

MORAES, L. A. Pregões cantados, estudo sobre o comércio informal nos centros urbanos do Brasil. Rev. Os Urbanitas. Ano 5, Vol. 5, nº 7, julho, 2008. Disponível em: http://www.osurbanitas.org/osurbanitas7/AraujodeMoraes.html. Acesso em 06.08.2014.

MOISÉS, Massaud. A análise literária. São Paulo: Cultrix, 1969.

________. Guia prático de análise literária. São Paulo: Cultrix, 1972.

________. A criação literária: poesia. São Paulo: Cultrix, 1995.

PASCHOAL, Marcio. Pisa na fulô mas não maltrata o carcará: vida e obra do compositor João do Vale, o poeta do povo. Cascadura, RJ: Lumiar, 2000.

PAZ, Octavio. O arco e a lira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982.

SARTRE, J.P. O existencialismo é um humanismo. Petrópolis: Vozes, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.18817/rlj.v1i1.1328

Apontamentos

  • N?o h? apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Universidade Estadual do Maranhão - UEMA

Campus Caxias

Departamento de Letras 

ISSN - 2527-1024