RELAÇÃO PESO-COMPRIMENTO E O FATOR DE CONDIÇÃO DO JARAQUI, (PROCHILODONTIDAE: Semaprochilodus spp.) NO MUNICÍPIO DE MANACAPURU, AMAZONAS

  • Luiza Prestes de SOUZA Universidade do Estado do Amapá
  • Netiê Izabel da Silva de OLIVEIRA Universidade do Estado do Amapá
  • Alexandro Cezar FLORENTINO Universidade do Estado do Amapá
Palavras-chave: Tamanho mínimo de captura, Conservação, Parâmetros, Pesca

Resumo

O consumo elevado de jaraqui Semaprochilodus spp. possui grande importância socio-econômica para o município de Manacapuru-AM, e a pressão exercida sobre esse estoque fez com o presente estudo avaliasse os tamanhos (cm), a relação peso-comprimento e o fator de condição do jaraqui (Semaprochilodus spp.) desembarcado nos terminais pesqueiros de Manacapuru/AM no ano de 2009. Um total de 750 exemplares de Semaprochilodus spp foram medidos, o desvio padrão correspondeu a 49,782. O tamanho médio do Semaprochilodus spp. desembarcado foi de 20,59±1,3 cm. A relação peso-comprimento foi Pt = 0,091*Cp2,591 e r2 = 0,632 e o valor de b foi menor que 3, desta forma, o crescimento pode ser considerado alométrico negativo (tc < t2;0,05;750; p< 0,05). O fator de condição permaneceu com valores próximos a um durante todo o período de amostragem. No entanto, não houve referências específicas do fator de condição para essa espécie que possibilitassem comparações com o resultado do presente estudo. Esses parâmetros deverão ser utilizados como ferramentas na elaboração de medidas de legislação pesqueira, e, em conjunto ao tamanho mínimo de captura e período de defeso, nortearão medidas de monitoramento e conservação desta espécie.
Publicado
2016-06-07
Se??o
Artigos