MEMÓRIA E ESPAÇO CABO-VERDIANO: IMPACTOS NA FORMAÇÃO DA IDENTIDADE DOS SUJEITOS MARGINALIZADOS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v6i1.2830

Resumo

Esta pesquisa buscou os conceitos de memória e identidade, com objetivo de compreender como o espaço descrito no romance, Marginais, do escritor Evel Rocha, contribui na construção da identidade dos sujeitos marginalizados que vivenciam o lugar contextualizado na obra. A memória é um fenômeno que se constitui em grupos, mas também, sempre é um trabalho do sujeito, e a identidade retrata, na construção da memória, todo o investimento que um grupo faz na medida que passa por inúmeras experiências. No romance Marginais é notória a abordagem desses conceitos, uma vez que reflete na vida dos personagens, tanto no plano individual como no coletivo. É importante destacar que o espaço no qual estão os personagens vivem e transitam, os momentos caóticos lá vivenciados, interfere direto na formação das suas identidade, na construção das suas memórias.  Apresenta-se aqui este trabalho, o qual é produto de pesquisa bibliográfica e centrado numa abordagem qualitativa, baseado nas reflexões e discussões desenvolvidas por teóricos como Halbwachs (2003) acerca da memória coletiva; Joel Candau (2012) com suas contribuições sobre a dialética da memória e identidade; Alvarenga (2017) e Relph (2012) e dentre outros, apresentando suas noções de lugar, e vivências/experiências que transfiguram o espaço em lugar atuando na identidade dos sujeitos.  

Biografia do Autor

Rubenil da Silva Oliveira, UEMA/UFMA

Doutor em Letras – área de concentração em Estudos
Literários (UFPA). Professor Adjunto I de Literaturas de
Língua Portuguesa (UFMA). Professor permanente do
Programa de Pós-Graduação em Letras de Bacabal
(PPGLB). Líder do Grupo de Pesquisa em Literatura,
Negritude e Diversidade (GEPELIND). Vice-líder do Grupo
de Pesquisa em Literatura, enunciação e cultura (LECULT).

Igor Luid de Souza Oliveira, Universidade Federal do Maranhão

Graduado em Letras/Português, Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Mestrando em Letras, área de concentração em Literatura, cultura e outras fronteiras do saber - Programa de Pós-Graduação em Letras Bacabal (PPGLB). Membro do Grupo de Pesquisa em Literatura, Negritude e Diversidade (GEPELIND).

Downloads

Publicado

2022-07-28

Como Citar

OLIVEIRA, R. da S.; DE SOUZA OLIVEIRA, I. L. MEMÓRIA E ESPAÇO CABO-VERDIANO: IMPACTOS NA FORMAÇÃO DA IDENTIDADE DOS SUJEITOS MARGINALIZADOS. REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 416-429, 2022. DOI: 10.18817/rlj.v6i1.2830. Disponível em: https://ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/2830. Acesso em: 26 set. 2022.