ENSAIO PARA UM GRITO BRANDO, MÍSTICO E IMPOSSÍVEL: O CANTO INSISTENTE DE OTÁVIO MOTA

Autores

  • Gilson Antunes da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano – IF Baiano (Campus Valença). https://orcid.org/0000-0002-6698-6461
  • Mauren Pavão Przybylski da Hora Vidal PPGLit-UFSC/ LANMO-UNAM

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v6i3.2986

Resumo

Apresentamos, em linhas gerais, a produção ficcional de Otávio Mota, evidenciando os principais aspectos de sua obra. Enfatizamos o viés social e o esperançoso que sobressaem em seus textos sem abandonar a vertente lírico-amorosa também forte nessa produção. A leitura volta-se sobre suas obras Pensar fluidos (1985), Apocalipse Man (1987) e seus poemas publicados nas antologias Valenciando (2005), Rio de letras (2010) e 4 ases e um coringa (2014). Este trabalho aponta para a presença de aspectos épicos e trágicos na ficção otaviana, acompanhados de uma preocupação com os problemas sociais, com o fazer literário,  com os aspectos culturais e identitários de sua cidade e, sobretudo, com um desejo de mudança da realidade. A poesia de Otávio Mota é, portanto, crítica, irônica e esperançosa.

Biografia do Autor

Gilson Antunes da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano – IF Baiano (Campus Valença).

Gilson Antunes da Silva é Doutor em Literatura e Cultura e Mestre em Letras (UFBA), Especialista em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira (FACCEBA), em Ensino de Língua e Literaturas de Língua Portuguesa (UNIMES), em Teoria da Psicanálise de Orientação Lacaniana (BAHIANA/IPBA), licenciado em Letras (UNEB) e bacharel em Filosofia (UCSal). É membro do Grupo de Pesquisa em Linguagens, Culturas e Ambientes (GLICAM).

Mauren Pavão Przybylski da Hora Vidal, PPGLit-UFSC/ LANMO-UNAM

Doutora em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Mestre em Letras - Teoria Literária pela Universidade Federal de Santa Catarina ( UFSC) e Licenciada em Letras - Português, Francês e Respectivas Literaturas (FURG).É autora do livro Cybernarrativa Pós-Contemporânea: pensando o narrador oral urbano-digital (APPRIS, 2018) e organizadora do e-book: Poéticas Orais e Pensamento Decolonial: persectivas teóricas e metodológicas (LANMO Editorial, 2021). Interessa-se por pesquisas que versem sobre as seguintes temáticas: decolonialidade, materiais orais, representação, literaturas de língua portuguesa, estudos pós-coloniais e no estudo de narrativas orais urbano-digitais no que se relaciona aos novos media e às materialidades da literatura. É Membro Efetiva do Grupo de Trabalho Literatura Oral e Popular da Anpoll, pesquisadora do Núcleo das Tradições Orais e Patrimônio Imaterial - NUTOPIA e do GLICAM ( Grupo de Estudos Linguagens, Culturas e Ambientes do IFBAIANO - Campus Valença,. Unvestigadora do Laboratório Nacional de Materiales Orales (LANMO) da Universidade Autónoma do México, Campus Morelia e embaixadora da Rede Iberoamericana de Estudos sobre Materiais Orais no Brasil. Revisora e parecerista de periódicos, foi pós-doutoranda PNPD/Capes na Universidade do Estado da Bahia, Alagoinhas, Campus II (2014-2019), professora EBTT de Língua Portuguesa e Literatura do IFBaiano -Campus de Santa Inês (2019-2021). Coordena o Projeto Pesquisa Poéticas Orais e Pensamento Decolonial: perspectivas teóricas e metodológicas (LANMO-UNAM/ 2020-2023), é pesquisadora associada do Centro Latino-Americano de Estudos de Cultura (CLAEC) e realiza seu segundo estágio pós-doutoral na Universidade Federal de Santa Catarina sob a supervisão da Dra Simone Pereira Schmidt pesquisando os feminismos decoloniais nos slams de poesia para e de mulheres em Angola, México e Moçambique.

Downloads

Publicado

2022-10-13

Como Citar

ANTUNES DA SILVA, G. .; PAVÃO PRZYBYLSKI DA HORA VIDAL, M. . ENSAIO PARA UM GRITO BRANDO, MÍSTICO E IMPOSSÍVEL: O CANTO INSISTENTE DE OTÁVIO MOTA . REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 6, n. 3, p. 113-136, 2022. DOI: 10.18817/rlj.v6i3.2986. Disponível em: https://ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/2986. Acesso em: 28 nov. 2022.