SABERES E FAZERES ANCESTRAIS QUE ATRAVESSAM O TEMPO: REZA E FÉ PARA FICAR DE PÉ

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v6i2.3021

Resumo

 O presente conto versa sobre saberes e fazeres ancestrais que atravessam o tempo e se perpetuam em nossa sociedade. Em todo momento, o texto destaca um drama que faz parte do cotidiano do sertanejo, sendo a religiosidade popular mola propulsora que alavanca a fé do homem do sertão.

PALAVRAS CHAVES: Ancestrais, Fé, Sertanejo.

 

Biografia do Autor

Eval Cruz, UFS - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Mestre em Antropologia (PPGA/UFS); possui graduação em História pela Universidade Federal de Sergipe (2008). Tem experiência na área de Antropologia das religiões de matrizes africanas, com ênfase em História das Religiões, atuando principalmente nos seguintes temas: candomblé, cultura, identidade e poder.

Downloads

Publicado

2022-12-29

Como Citar

CRUZ, E. SABERES E FAZERES ANCESTRAIS QUE ATRAVESSAM O TEMPO: REZA E FÉ PARA FICAR DE PÉ. REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 363-373, 2022. DOI: 10.18817/rlj.v6i2.3021. Disponível em: https://ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/3021. Acesso em: 8 fev. 2023.

Edição

Seção

Textos Literários