QUEBRADEIRAS DE COCO BABAÇU E AS LEIS PROTETIVAS: UMA ANÁLISE DISCURSIVA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v6i2.3038

Resumo

O processo de conquista de direitos pelas quebradeiras de coco babaçu no âmbito constitucional configura um histórico de persistência para alcançar o reconhecimento de direitos de acesso aos espaços fundamentais para a continuidade de suas práticas culturais e identitárias, assim como atividades econômicas. Partindo dessa ideia, este artigo busca responder à pergunta: quais os efeitos de sentidos construídos em textos que abordam leis protetivas às quebradeiras de coco babaçu? Logo, objetiva analisar os efeitos de sentidos presentes em textos que tematizam as leis protetivas às quebradeiras de coco babaçu. Para isso, utilizou a metodologia de pesquisa bibliográfica de abordagem qualitativa juntamente ao método de análise discursiva que tem por base as produções de Michel Pêcheux. 

 

Biografia do Autor

Vitória dos Santos Pires, Universidade Estadual do Maranhão

Graduada em Letras – Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade
Estadual do Maranhão, UEMA-Campus Pedreiras. 

José Antônio Vieira, Universidade Estadual do Maranhão

Doutor em Estudos da Linguagem e professor da Univerdade Estadual do Maranhão.

Downloads

Publicado

2022-12-29

Como Citar

DOS SANTOS PIRES, V.; VIEIRA, J. A. QUEBRADEIRAS DE COCO BABAÇU E AS LEIS PROTETIVAS: UMA ANÁLISE DISCURSIVA. REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 196-206, 2022. DOI: 10.18817/rlj.v6i2.3038. Disponível em: https://ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/3038. Acesso em: 8 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê Temático