O sentido da história nos Discours sur lhistoire universelle de Bossuet

Maria Izabel Barboza de Morais Oliveira

Resumo


Pretendemos compreender qual o sentido da história nos Discours sur lhistoire Universelle (1681) de Bossuet. Como metodologia, utilizaremos o contextualismo linguístico defendido pelo historiador inglês Quentin Skinner, que consiste em relacionar o texto do autor estudado ao seu contexto intelectual a fim de perceber quais os propósitos de seu texto, a quem ele respondia. Demonstraremos que, por meio de seus Discours, Bossuet defendia a religião católica e a Sagrada Escritura dos ataques desferidos por Richard Simon e Spinoza à veracidade da Sagrada Escritura e à interpretação desta pelos Padres da Igreja, assim como a monarquia por direito divino da crítica de Spinoza. Diante dos ataques à tradição a religião católica e a monarquia em sua vertente divina , Bossuet recorre à história a fim de mostrar a continuidade da religião e dos impérios. Em sua visão cristã da história, ele fundamenta os seus argumentos na Bíblia e em Santo Agostinho.

Palavras-chave


Bossuet; história; Discours; Richard Simon; Spinoza

Texto completo:

PDF


Brathair 2017 Esta revista recebe o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA)