FILOSOFIA E MÍSTICA NA RENÂNIA MEDIEVAL

  • João Lupi
Palavras-chave: Mística, Renânia, Idealismo, Echardt

Resumo

Apresentamos a mística germânica de uma forma introdutória, breve e, portanto simplificada. Depois de desenhar a traços largos o idealismo germânico do século XIX, procurando sugerir alguma relação com as suas possíveis raízes medievais, expomos as principais ideias dos místicos, indicando apenas os mais conhecidos: Mestre Eckhart, Suso, Tauler e Rusbróquio; lembramos ainda autores da transição para o Renascimento.: Nicolau de Cusa e Jacob Boehme. A união mística que estes autores praticaram, e defenderam por escrito e por palavra, é um objetivo superior da religião, e ao mesmo tempo contribui para a sua destruição, ao dispensar os intermediários entre o contemplativo e Deus, e portanto suprimir hierarquias e símbolos.
Publicado
2019-12-19