AS REPRESENTAÇÕES METALINGUÍSTICAS INCIDENTES PARA A CONSTRUÇÃO DE SENTIDO NA LEITURA EM LÍNGUA VIZINHA

  • Fernanda Felix Universidade Federal do Paraná
  • Thomas Remy Université de Bordeaux e Universidade Federal do Paraná

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar alguns aspectos da atividade metalinguística de sujeitos de língua francesa no processo de leitura de textos em uma língua românica desconhecida por eles, atividade essa apreendida a partir de seus próprios discursos sobre a construção de sentido. As sequências metalinguísticas assinaladas são classificadas em uma taxonomia organizada, por um lado, de acordo com sua espontaneidade mais ou menos aparente, e, por outro lado, com seu nível de conceptualização avaliada pelo grau de estruturação das afirmações emitidas ou questões submetidas. Os resultados obtidos são, então, avaliados sumariamente do ponto de vista quantitativo e discutidos levando em consideração os requisitos da elaboração paralela de um dispositivo de auxílio à compreensão para um público de estudantes não especialistas.

Biografia do Autor

Thomas Remy , Université de Bordeaux e Universidade Federal do Paraná

Formado na França em Letras, graduado no curso preparatório de Letras para as Grandes Écoles - Lycée Gay-Lussac de Limoges (2012) e em Letras Francês pela Université Charles de Gaulle Lille 3 (2013), mestrado em Letras Francês na área de Estudos Literários, pela Université Jean-Jaurès Toulouse 2 (2016) e em Ciências da Linguagem na área de Francês Língua Estrangeira pela Université d'Artois (2017). Foi Assistente de Língua Francesa na Inglaterra, no estabelecimento Christ the King Catholic High School and Sixth Form Center, Southport - com o programa do Centro Internacional de Estudos Pedagógicos (2014) e atuou como Professor-Leitor de Francês no Instituto Federal do Paraná (2017) e na Universidade Federal do Paraná (2018), em parceria com a Embaixada da França e com o Ministério dos Negócios Estrangeiros. Interessa-se principalmente pelos seguintes temas: literaturas em língua francesa; literatura comparada; ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras; intercompreensão das línguas neolatinas; interculturalidade.

Publicado
2019-12-31