EDUCAÇÃO DO CAMPO E DIREITOS HUMANOS: UM LEVANTAMENTO DAS PRODUÇÕES CIENTÍFICAS NOS ÚLTIMOS VINTE ANOS NO BRASIL

Autores

  • Geraldo Garbelini Neto Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Anamaria Santana da Silva Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Cláudia Araújo de Lima Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.18817/pef.v22i1.1399

Resumo

RESUMO A Educação do Campo, que é representativa da aplicação do Plano Nacional de Direitos Humanos na Educação e do esforço do movimento de trabalhadores nas regiões rurais do Brasil, possui inúmeras vertentes para a pesquisa na grande área da Educação. Numa perspectiva de ampliar conhecimentos sobre o tema, este artigo buscou expor uma revisão bibliográfica sobre a produção científica dos últimos 20 anos acerca do tema, considerando requisitos específicos para inclusão ou exclusão para as análises, triangulando a produção sobre educação da população do campo. Essa ação revela-se, pois, como um direito humano e papel dos movimentos sociais nas regiões. A metodologia utilizada foi o cruzamento de descritores nas bases de dados mais recomendadas no âmbito científico nacional, seguida de breve análise desses achados. Dos trabalhos analisados apreendemos o(s) objetivo(s), metodologia, participantes, conclusão ou propostas. Foram selecionados 11 artigos e 01 dissertação. Desses encontrados, 05 foram realizados por autores de Instituições da região sul do país, os demais localizavam-se nas regiões sudeste, centro-oeste e nordeste, sendo que, na região norte, não foi identificada nenhuma publicação. Os (des)caminhos em imbricar a Educação do Campo e os direitos humanos ficam à mercê das políticas de governo, estando desconectada das articulações com movimentos sociais que se constituem no coletivo e em luta pela garantia dos direitos constitucionais, aviltando assim, conforme os estudos já realizados, a legitimidade dos marcos regulatórios. Palavras-chave: Educação do Campo; Educação no Campo; Educação e Direitos Humanos; Estado da Arte; Movimentos Sociais e Educação. RURAL EDUCATION AND HUMAN RIGHTS: A SURVEY OF SCIENTIFIC PRODUCTIONS IN THE LAST TWENTY YEARS IN BRAZIL ABSTRACT The Rural Education that is representative of the implementation of the National Plan of Human Rights in Education and the effort of workers movement in the rural regions of Brazil has innumerable strands for research in the big education area. From a perspective to increasing knowledge about the subject, this article presents a bibliographic review about scientific production in the last 20 years on the subject, considering specific requirements for inclusion or exclusion for the analysis, triangulating the production about education of the rural population, this action as a human right and the role of social movements in the regions. The methodology used was the crossing of descriptors in the most recommended databases in the national scientific scope, followed by a brief analysis of these findings. From the analyzed works we apprehended the objective, methodology, participants, conclusion or proposals. Eleven articles and one dissertation were selected. Of these, 05 were carried out by authors from institutions in the south region of the country, the others were located in the southeast, central-west and northeast regions, and in the northern region weren't identified. The mischief in linking the Rural Education and the human rights stays at the mercy of the government, being disconnected from the articulation with social movements that constitute the collectivity and struggle for their constitutional rights, legitimating thus, as was shown in this research, the regulatory framework. Keywords: Rural Education. Education in the Rural. Education and Human Rights. State of Art. Social Movements and Education.

Biografia do Autor

Geraldo Garbelini Neto, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Professor de Educação Física da Rede Municipal de Ensino de Corumbá, MS, Brasil. Discente do Programa de Pós-Graduação, Mestrado em Educação – Educação Social, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus do Pantanal

Anamaria Santana da Silva, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Professora Doutora do Programa de Pós-Graduação em Educação – Educação Social, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus do Pantanal, Brasil.

Cláudia Araújo de Lima, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Pedagoga. Mestra e Doutora em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação – Educação Social, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus do Pantanal, Brasil. Líder e Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares – NEPI/PANTANAL. Coordenadora do Observatório Eçaí: Educação, Saúde, Desenvolvimento e outros direitos humanos de crianças e adolescentes na fronteira Brasil e Bolívia.

Downloads

Publicado

2017-07-20

Edição

Seção

Artigos