A EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM LICENCIATURAS DE CIÊNCIAS HUMANAS: UM OLHAR SOBRE PROJETOS PEDAGÓGICOS DE CURSOS DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA DO MARANHÃO

Autores

  • Juliany Pereira Sampaio Universidade Federal do Maranhão
  • Carlos Erick Brito de Sousa Universidade Federal do Maranhão
  • Renata Araujo Lemos Universidade Federal do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.18817/pef.v27i2.3115

Resumo

Tendo em vista o quadro de grave degradação socioambiental, a Educação Ambiental (EA) vem consolidando seus pressupostos como um dos principais eixos para a mudança de nossas relações com o ambiente. Como estas discussões também perpassam os contextos de formação docente, esta pesquisa teve como objetivo analisar de que maneira a EA é apresentada nos diferentes projetos pedagógicos de cursos (PPC) de licenciaturas em Ciências Humanas de uma universidade pública do Maranhão, levando-se em consideração suas propostas relacionadas ao Ensino, à Pesquisa e à Extensão, bem como os elementos relacionados à interdisciplinaridade e à transversalidade. A pesquisa é qualitativa e documental, sendo analisados 10 PPC, a partir de suas consonâncias com documentos oficiais brasileiros e a literatura da área. Como principais resultados: três cursos não apresentaram nenhuma menção à EA; dois expressaram a temática de maneira disforme; e cinco cursos abordaram a EA, variando as formas de tratamento e nível de aprofundamento na área. Foi observado que, em pelo menos dois cursos, a EA é trabalhada em grupos de pesquisa e/ou extensão, e na articulação entre graduação e pós-graduação. Foi constatado que as leis que institucionalizam a EA ainda são pouco abrangidas pelos projetos analisados, o que suscita uma discussão sobre aspectos a serem repensados nesses contextos formativos, para perspectivas de uma atuação mais consistente nos espaços escolares.

 

Palavras-chave: Educação Ambiental, interdisciplinaridade, transversalidade, formação de professores, Ciências Humanas.

Biografia do Autor

Juliany Pereira Sampaio, Universidade Federal do Maranhão

Licenciada em Ciências Biológicas e em Educação Física pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro do Grupo de Pesquisa em Educação, Divulgação Científica e Ambiente (DiCEA/UFMA).

Carlos Erick Brito de Sousa, Universidade Federal do Maranhão

Doutor em Educação em Ciências e Matemática pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Professor Adjunto do Departamento de Biologia e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Líder do Grupo de Pesquisa em Educação, Divulgação Científica e Ambiente (DiCEA/UFMA).

Renata Araujo Lemos, Universidade Federal do Maranhão

Mestra em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro do Grupo de Pesquisa em Ensino de Ciências e Biologia (GPECBio/UFMA).

Downloads

Publicado

2022-12-28