A Pedra de São Dogmael A Rosetta Stone dos Estudos Ogâmicos

Dominique Santos

Resumo


Primeiramente mencionada em 5 de Fevereiro de 1693/4, quando estava localizada nas ruínas da Abadia de São Dogmael, Pembrokeshire, no País de Gales, a Pedra de São Dogmael, hoje conservada dentro da St. Thoma`s Church, foi considerada como a Rosetta Stone dos Estudos Ogâmicos, pois trata-se de uma pedra Bilíngue/Biliteral, contendo a mesma inscrição em dois tipos de script: Letras Romanas e Ogham. Este artigo apresenta uma uma sistematização das principais informações disponíveis acerca deste monumento bem como uma análise deste, de modo a elucidar sua importância para os Estudos Oghâmicos.

Palavras-chave


Pedra de São Dogmael; Ogham Stones; Antiguidade Tardia.

Texto completo:

PDF


Brathair 2017 Esta revista recebe o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA)