O rei ideal no Policraticus de João de Salisbury: um modelo eclesiástico

Autores

  • Maria de Nazareth Corrêa Accioli Lobato

Resumo

Na Idade Média, os espelhos de príncipes eram obras destinadas ao ensino de virtudes e atributos esperados do rei ideal. Produzidos pelo clero, através deles é possível descortinar as expectativas e os propósitos da Igreja quanto ao poder a ser exercido pelo soberano. O Policraticus de João de Salisbury, produzido na Inglaterra em meados do século XII, é considerado como um dentre eles. Objetivamos, neste artigo, identificar os atributos do rei ideal na obra em questão, bem como avaliar as conexões entre João de Salisbury, seu modelo régio e o pensamento eclesiástico acerca dos lugares destinados aos poderes espiritual e temporal.

Downloads

Publicado

2019-05-15

Edição

Seção

Artigos