Os brasileiros celtas

João Lupi

Resumo


Nas últimas décadas muitos jovens brasileiros têm se interessado pelas culturas celtas e inclusive adotado traços e comportamentos que, de certo modo, se consideram de origem celta. Os professores e acadêmicos geralmente respeitam tais interesses, que pode vezes contribuíram para despertar, mas alertam para o inconveniente de confundir essas projeções culturais com as culturas celtas originais. Desde seus inícios as culturas celtas, muito dispersas e variadas, se modificaram muito, e os chamados revival captam e reconstituem apenas traços isolados, com frequência fantasiosos. As artes e literaturas inspiradas nos antigos povos contribuem certamente para incentivar o gosto e a capacidade de imitar e viver as culturas antigas: cabe aos estudiosos e assim tem procedido o grupo do Brathair fazer as distinções possíveis e cabíveis, evitando mal-entendidos.

Palavras-chave


Estudos Célticos, Brasil, Abordagens de pesquisa

Texto completo:

PDF


Brathair 2017 Esta revista recebe o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA)