DESNATURALIZANDO O DESEJO O OLHAR CLERICAL DOS USOS DO CORPO (SÉC. V A SÉC. XII)

Autores

  • Sérgio Alberto Feldmann Universidadade Federal do Espírito Santo (UFES)

Palavras-chave:

Corpo. Controle. Isidoro de Sevilha. Sexualidade. Desejo. Reprodução.

Resumo

Esta breve reflexão almeja estabelecer uma relação entre os usos do corpo no ocidente tardo antigo e medieval no seio da Cristandade. Trata-se de uma análise de média duração e restrita à percepção clerical do sexo, da reprodução e do desejo em um recorte amplo. Nosso propósito é refletir sobre a teoria enunciada por dois membros ilustres da patrística, os bispos Agostinho de Hipona (sec. IV e V d. E. C.) e especialmente Isidoro de Sevilha (sec. VI e VII d. E. C.). Em um amplo espectro e largo recorte, tentamos perceber a execução prática deste pensamento, seja pelo movimento de reforma da Igreja postulado pelos monges e papas cluniacenses, seja pela ordenação subsequente da legislação canônica nos séculos XI e XII.

Biografia do Autor

Sérgio Alberto Feldmann, Universidadade Federal do Espírito Santo (UFES)

Universidadade Federal do Espírito Santo (UFES/PPGHIS) Pós-Doutor na École des Hautes Études en Sciences Sociales

Downloads

Publicado

2019-05-15

Edição

Seção

Artigos