ASPECTOS DA AÇÃO PASTORAL DO MONACATO VISIGÓTICO NO SÉCULO VII

Autores

  • Alex da Silveira de Oliveira Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Palavras-chave:

Monacato - regra monástica – assistência

Resumo

A construção deste artigo se dá a partir da análise de duas regras monásticas produzidas no século VII, na Península Ibérica, no reino visigodo de Toledo, a saber, a Regula Monachorum e a Regula Isidori, escritas por autoridades religiosas reconhecidas no contexto, Frutuoso de Braga e Isidoro de Sevilha, respectivamente. Destacando a temática da ação pastoral, nosso objetivo é demonstrar como as circunstâncias específicas dos contextos nos quais os documentos foram elaborados influenciam a produção das preditas narrativas textuais, diferenciando-as e obrigando adequações no discurso religioso materializado nas mesmas, sobre o assunto em questão. Por este prisma, apesar de haver uma unidade geral que modela este monacato, a dimensão espacial nas quais os textos foram engenderados, exige remodelação de discursos e práticas que a priori construíam-se em sentido de unidade.

Biografia do Autor

Alex da Silveira de Oliveira, Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Doutor em História pela UFRJ Docente da Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Downloads

Publicado

2019-05-15

Edição

Seção

Artigos