Realeza, cristianização e sacralização de espaços bélicos na Northúmbria (séc. VII)

Maria de Nazareth Corrêa Accioli Lobato

Resumo


Resumo
As relações entre Igreja, poder real e belicosidade constituem um dos aspectos do processo de cristianização dos reinos anglo-saxões. Nesse sentido, o artigo pretende destacar o papel atribuído por Beda à realeza da Northúmbria, nas pessoas de Edwin e Oswaldo, no início da cristianização desse reino, em especial durante o reinado de Oswaldo, cuja atuação nos campos de batalhas ensejou a sacralização dos mesmos e, posteriormente, fez de Oswaldo o primeiro rei anglo-saxão santificado.
Palavras-chave: Realeza, Cristianização, Northúmbria.


Abstract
The relationships between Church, royal power and war are one aspect of the process of Christianization in Anglo-Saxon kingdoms. In this sense, this paper intends to point out the role that Bede attributes to Northumbrian royalty in the person of Edwin and Oswald in the beginnings of Christianity in that kingdom, particularly during the reign of Oswald whose action in battlefields converted them into sacred places and, latter, made Oswald the first sacred Anglo-Saxon king.
Keywords: Royalty, Christianity, Northumbria.

Texto completo:

PDF


Brathair 2017 Esta revista recebe o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA)