MEIOS DE COMUNICAÇÃO E TERRITÓRIO: A DISPUTA ENTRE CONCENTRAÇÃO E DEMOCRATIZAÇÃO NA AMÉRICA LATINA

Autores

  • Mónica Arroyo Universidade de São Paulo
  • André Pasti Universidade Federal do ABC

Palavras-chave:

América Latina. Formação socioespacial. Comunicação. Concentração. Democratização.

Resumo

Os territórios latino-americanos são marcados, historicamente, por uma intensa concentração do poder comunicacional em torno de grandes conglomerados mediáticos, processo que encontra diversas formas de resistência nas últimas décadas. Trata-se de manifestações que evidenciam a existência de agentes e narrativas em disputa: as grandes empresas clamando por sua liberdade irrestrita de atuação e de concentração – apoiadas por outros agentes do discurso neoliberal – em contraposição aos diversos setores da imprensa independente e alternativa, movimentos sociais e entidades da sociedade civil defendendo a necessidade de uma regulação democrática da comunicação, ampliando a diversidade e a pluralidade das vozes em circulação. Este artigo analisa o modo e alcance dessa disputa nas formações socioespaciais latino-americanas, sobretudo considerando o movimento em torno à renovação da legislação que regula as indústrias de comunicação. 

Biografia do Autor

Mónica Arroyo, Universidade de São Paulo

Professora do Departamento de Geografi a da Universidade de São Paulo.

André Pasti, Universidade Federal do ABC

Professor de Planejamento Territorial na Universidade Federal do ABC.

Downloads

Publicado

2022-07-29

Como Citar

Arroyo, M. ., & Pasti, A. . (2022). MEIOS DE COMUNICAÇÃO E TERRITÓRIO: A DISPUTA ENTRE CONCENTRAÇÃO E DEMOCRATIZAÇÃO NA AMÉRICA LATINA. Revista Ciência Geográfica, 26(2), 730-752. Recuperado de https://ppg.revistas.uema.br/index.php/cienciageografica/article/view/2916