VALORES DE MUNDO E VALORES LITERÁRIOS NA POESIA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA

Autores

  • Bruna Ingryd Moreira Campos Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v5i01.2537

Resumo

Este artigo procura discorrer acerca dos valores literários e valores de mundo, noções delimitadas por Bakhtin, na literatura brasileira contemporânea, embasando-se no contraste que há entre ambos, construindo uma análise do impacto do tempo histórico e do espaço social na poesia brasileira contemporânea, perspectiva notadamente cronotópica. Para tanto, observamos poemas de meu nome agora é uma cidade devastada (2020), de Ithalo Furtado e Lutar é crime (2019), de Bell Puã. Nos poemas analisados, o tempo e o espaço estão diretamente ligados com a essência humana de seu eu lírico e não podem ser vistos apenas como pano de fundo para o processo de criação dos poetas, mas como determinantes para o resultado formal e temático dos poemas.

 

Palavras-chave: Poesia contemporânea. Valores de mundo. Valores literários. Cronotopo.

Biografia do Autor

Bruna Ingryd Moreira Campos, Universidade Federal de Goiás

Graduada em Letras Português pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Desenvolve pesquisa de mestrado abordando realismo, regionalismo e poéticas da contemporaneidade vinculada ao Programa de Pós-graduação de Letras e Linguística da Universidade Federal de Goiás (PPGLL/UFG), com financiamento da CAPES.

Downloads

Publicado

2021-07-30

Como Citar

MOREIRA CAMPOS, B. I. VALORES DE MUNDO E VALORES LITERÁRIOS NA POESIA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA. REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 5, n. 01, p. 347-358, 2021. DOI: 10.18817/rlj.v5i01.2537. Disponível em: https://ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/2537. Acesso em: 22 set. 2021.