EMBOSCADA MORTAL E JOGOS POLÍTICOS EM UM FUNERAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v6i1.2733

Resumo

RESUMO: O presente conto tem por objetivo destacar o fenômeno morte como uma questão natural que, inevitavelmente, cedo ou tarde, alcançará a todos seres mortais sem distinção: uns no ventre materno, outros em plena juventude, ou aqueles já bem avançados em idade. Por assim ser, a discussão é travada a partir de um drama em que a morte chega, inesperadamente, à casa de uma dessas famílias campestres e atinge a figura materna daquele lar. O texto destaca também o funeral e as peculiaridades do evento, salientando as características políticas e comportamentais da sociedade em que o incidente aconteceu, bem como a reação da família diante da situação morte.

 

PALAVRAS CHAVES: Morte, Drama, Funeral.

 

 

                                                                                 

Biografia do Autor

Eval Cruz, UFS - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Possui graduação em História pela Universidade Federal de Sergipe (2008) e mestrado em Antropologia (PPGA/UFS) pela mesma instituição. Tem experiência na área de História, com ênfase em História
das Religiões, atuando principalmente nos seguintes temas: candomblé, cultura, identidade e poder.

Downloads

Publicado

2022-07-28

Como Citar

CRUZ, E. . EMBOSCADA MORTAL E JOGOS POLÍTICOS EM UM FUNERAL. REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 757-765, 2022. DOI: 10.18817/rlj.v6i1.2733. Disponível em: https://ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/2733. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Textos Literários