ÚRSULA: REPRESENTAÇÕES DO PIONEIRISMO FEMININO NA LITERATURA BRASILEIRA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v6i1.2816

Resumo

Resumo: Úrsula, romance a ser abordado no presente ensaio, foi publicado incialmente em 1859 e considerado como o primeiro escrito por uma mulher no seio da literatura brasileira. Aborda temas como a situação das negras e dos negros submetidos ao regime escravista e a posição da mulher oitocentista sob o domínio patriarcal fortemente arraigado à época, contribuindo “para a exposição de uma sociedade fragmentada e repleta de preconceitos”, à medida que “cria um amplo painel da formação da sociedade brasileira” (PEREIRA, 2018, p. 10). Ao longo do desenvolvimento do presente ensaio, se verifica como o modo melodramático confirma o ponto de vista vislumbrado pela narradora.

Palavras-chave: Úrsula. Patriarcalismo. Abolicionismo. Pioneirismo feminino. Modo melodramático.

Biografia do Autor

José Luiz Matias, UFF

Especialista em Literatura Brasileira pela pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). 

Mestre em Literatura Brasileira pela UERJ.

Doutor em Estudos de Literatura pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Co-autor do livro Escritas do contemporâneo: foco em ficções.

Revisor de livros e trabalhos acadêmicos. 

Downloads

Publicado

2022-07-28

Como Citar

MATIAS, J. L. ÚRSULA: REPRESENTAÇÕES DO PIONEIRISMO FEMININO NA LITERATURA BRASILEIRA . REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 682-701, 2022. DOI: 10.18817/rlj.v6i1.2816. Disponível em: https://ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/2816. Acesso em: 16 ago. 2022.