EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA NO ESTADO DO ACRE: A CONSTRUÇÃO DE ATIVIDADES A PARTIR DOS TEMAS TRANSVERSAIS DO RCNEI

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v6i2.2972

Resumo

Com 16 povos indígenas, incluindo aqui os de recente contato, o Estado do Acre apresenta uma inegável variedade étnica e linguística. Considerando isso, há de se notar os desafios que devem ser empreendidos para assegurar a esses povos uma educação escolar diferenciada, que reconheça e, sobretudo, respeite as especificidades linguísticas, identitárias e culturais de cada povo (ACRE, 2018a, 2018b; BRASIL, 2005 [1998], 1996, 1988; FLEURI, 2003; SILVA, 2009). Nesse sentido, reconhecendo a impossibilidade de num curto prazo conseguir abraçar em sua totalidade todas as especificidades linguísticas e culturais concentradas nos 15 povos para os quais se volta a Educação Escolar Indígena no Estado Acre, este artigo tem por objetivo analisar discursivamente, por meio de uma abordagem intercultural centrada no tema transversal da pluralidade cultural, extraído do RCNEI, dois textos: como a noite apareceu e a caixa de pandora. Os quais foram utilizados como proposta de atividade para aplicação na escola indígena, numa aula de língua portuguesa, junto aos estudantes das turmas de 9° ano do ensino fundamental. Assim, foi possível constatar que apesar das diferenças que marcam as sociedades que os textos representam, nota-se a presença de uma relação simétrica entre ambos, evidenciada pelos elementos temáticos que envolvem as narrativas.

Biografia do Autor

Airton Santos de Souza Junior, Universidade Federal do Acre - UFAC

Possui graduação em Letras Português e suas respectivas literaturas pela Universidade Federal do Acre (UFAC), mestrado em Letras pelo programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagem e Identidade da UFAC. Atuou como professor substituto da área de Linguística/Língua portuguesa na Universidade Federal do Acre entre 2019 e 2020. Atualmente é graduando em Direito pela Universidade
Federal do Acre e doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagem e Identidade. Atua como professor de Língua Portuguesa da educação básica no Estado do Acre; é integrante do grupo de pesquisa GEADEL (Grupo de Estudo em Análise do Discurso e Ensino de Línguas) da UFAC e pesquisador no Grupo de Estudos do Léxico e Narrativas da Amazônia Legal - GELNAL. Possui
experiência na área de Letras com interesse no campo dos Estudos Linguísticos (Linguística Aplicada; Sociolinguística; Dialetologia; Lexicologia etc).

Downloads

Publicado

2022-12-29

Como Citar

SANTOS DE SOUZA JUNIOR, A. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA NO ESTADO DO ACRE: A CONSTRUÇÃO DE ATIVIDADES A PARTIR DOS TEMAS TRANSVERSAIS DO RCNEI. REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 08-27, 2022. DOI: 10.18817/rlj.v6i2.2972. Disponível em: https://ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/2972. Acesso em: 8 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê Temático