ESTUDO DOS ASPECTOS SOCIAIS E TÉCNICOS DA ATIVIDADE PESQUEIRA NO MUNICÍPIO DE CALÇOENE, AMAPÁ, EXTREMO NORTE DO BRASIL

Diego Maia Zacardi, Gleuciane Sarmento da Silva, Elizabete de Matos Vaz, Luis Mauricio Abdon da Silva

Resumo


Este trabalho apresenta resultado de pesquisa realizada entre janeiro de 2010 a junho de 2011, por meio de aplicações de questionários semiestruturados a 50 pescadores artesanais com objetivo de caracterizar os aspectos socioeconômicos e técnicos da atividade pesqueira no município de Calçoene-AP, Brasil, a fim de obter subsídios para criar planos de incentivo e desenvolvimento do setor. Os resultados obtidos apresentam uma classe com idade média de 39 anos, em que prevalece o baixo grau de instrução (1º grau incompleto), famílias constituídas de 1 a 5 dependentes, com renda familiar mensal reduzida (1 a 3 salários mínimos). Constatou-se que os entrevistados exercem a atividade a mais de 10 anos de profissão, sendo a pesca realizada por embarcações que variam de pequeno a médio porte e de baixa autonomia, atuando em áreas que se estendem desde o estuário e desembocadura do rio Calçoene até a foz do rio Oiapoque, mesmo sem dispor de infraestrutura portuária. As artes de pesca mais citadas foram a rede de emalhar, espinhel e linha de mão. A produção média mensal de pescado desembarcado foi de 180,29t para Calçomar e de 83,06t para Cunhaú Pesqueiro durante o período de estudo, demonstrando a importância do elevado potencial pesqueiro para a economia do estado. No entanto, a pesca extrativista apresenta grandes limitações em sua produção, devido à falta de investimentos empregados no setor pesqueiro.

Palavras-chave


Pescadores artesanais, perfil, socioeconomia, pesca artesanal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18817/repesca.v9i2.1044

Catálogos, Portais, Bases Bibliográficas, Índices e Sistemas de Indexação http://sumarios.org/sites/default/files/zeropoint_logo.png https://www.abecbrasil.org.br/novo/wp-content/uploads/2015/09/Banner-com-movimento-de-entrada-de-seta.gif