A ESCOLA COMO PRÁTICA CIDADÃ: PISTAS TEÓRICO-METODOLÓGICAS PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA

Autores

  • Livia Cangiano Antipon Instituto de Geociências da Unicamp.
  • Raquel de Padua Pereira Instituto de Geociências da Unicamp.

Palavras-chave:

Ensino de Geografia. Teoria e Método em Milton Santos. Escola Cidadã. Epistemologia das Existências.

Resumo

Este artigo se propõe a percorrer brevemente as bases da construção teóricometodológica do ensino de geografia, em busca de uma geografia escolar como um campo pleno de possibilidades para a construção de uma prática cidadã. Para tanto, seguimos algumas pistas conceituais, sobretudo as encontradas nas obras de Milton Santos, a quem atribuímos a proposta de construção de uma epistemologia das existências nos espaços
escolares. O presente estudo também passa pelas contribuições e problematizações deixadas por vários outros autores sobre o conhecimento construído em sala de aula, sobre a geografi a como forma de leitura da complexidade do mundo atual e sobre como os três campos fundamentais do processo de ensino-prendizagem de geografia (geográfico-científico, geográfico-escolar e pedagógico-didático) formam um desafio metodológico para o ensino-aprendizagem com perspectiva cidadã e crítica.

Biografia do Autor

Livia Cangiano Antipon, Instituto de Geociências da Unicamp.

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Geografi a do Instituto de Geociências da Unicamp.

Raquel de Padua Pereira, Instituto de Geociências da Unicamp.

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Geografi a do Instituto de Geociências da Unicamp.

Downloads

Publicado

2022-07-29

Como Citar

Cangiano Antipon, L. ., & de Padua Pereira, R. . (2022). A ESCOLA COMO PRÁTICA CIDADÃ: PISTAS TEÓRICO-METODOLÓGICAS PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA. Revista Ciência Geográfica, 26(2), 866-878. Recuperado de https://ppg.revistas.uema.br/index.php/cienciageografica/article/view/2923