O ESTUDO DA PAISAGEM NOS ANOS INICIAIS E A GEOVISUALIZAÇÃO: UM OLHAR PELA TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL

Autores

  • Rubiane da Silva Moreira Universidade de São Paulo
  • Paula Cristiane Strina Juliasz Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.18817/26755122.26.3.2022.3054

Palavras-chave:

Paisagem. Geovisualização. Cartografia Escolar. Psicologia Histórico-Cultural.

Resumo

Este artigo consiste em um ensaio teórico, cujo objetivo é analisar os subsídios epistemológicos e metodológicos para o ensino de Geografia oferecidos pela Teoria da Geovisualização, a partir da categoria paisagem, mobilizando as funções psíquicas superiores, na produção e interpretação de mapas. Tomando como base o desenvolvimento do psiquismo humano a partir da Teoria Histórico-Cultural e as práticas de alfabetização cartográfica, propõe-se uma analogia com os eixos do modelo “Cubo” propostos por MacEachreen: a) “público-privado”, relacionado à formação das funções psíquicas superiores na elaboração e leitura e interpretação de mapas; b) “apresentando o conhecido-revelando o desconhecido”, a partir dos conceitos de Nível de Desenvolvimento Atual, Zona de Desenvolvimento Iminente e Mediação; c) “interação alta-baixa”, a partir do conceito de internalização e da apropriação da linguagem cartográfica. A conexão entre esses conhecimentos traz a oportunidade de ressignificar as práticas dos professores e abrir novos horizontes teórico-metodológicos no trabalho da cartografia com crianças. 

Biografia do Autor

Rubiane da Silva Moreira, Universidade de São Paulo

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana (PPGH), Universidade de São Paulo (USP).

Paula Cristiane Strina Juliasz, Universidade de São Paulo

Professora Doutora do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Universidade de São Paulo (USP).

Downloads

Publicado

2022-11-17

Como Citar

Moreira, R. da S. ., & Juliasz, P. C. S. (2022). O ESTUDO DA PAISAGEM NOS ANOS INICIAIS E A GEOVISUALIZAÇÃO: UM OLHAR PELA TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL. Revista Ciência Geográfica, 26(3), 1187-1204. https://doi.org/10.18817/26755122.26.3.2022.3054