AS MARCAS DA LITERATURA DO NORTE DO TOCANTINS: MEMÓRIA, VIOLÊNCIA E TRAUMA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18817/rlj.v6i1.2850

Resumo

Ao trabalharmos com os diálogos entre literatura, história e memória podemos trazer muitas discussões que reativam lembranças não gratas, especialmente de determinadas situações de dores e sofrimentos. Neste sentido, este artigo possui como objeto o estudo da obra de Carmo Bernardes, Xambioá: paz e guerra (2005), tendo como objetivo principal examinar a construção da memória de resistência na Guerrilha do Araguaia e seus usos através das fontes da Literatura do Testemunho. Para efeitos metodológicos, tratar-se-á de um trabalho qualitativo, a partir de uma revisão bibliográfica sobre o tema; igualmente, realizaremos análise de conteúdo do corpus dessa obra. Como resultado da pesquisa, consideramos que a violência e o medo são uma das marcas da literatura do Norte do Brasil, mais detidamente no Bico do Papagaio/TO; mesmo que ocorram tentativas de edificarem uma história oficial que oculte as dores e os traumas da região.  

Biografia do Autor

César Alessandro Sagrillo Figueiredo, UFNT

Está vinculado como Prof.º Adjunto III em Ciência Política no Curso de Licenciatura em Ciências Sociais da Universidade Federal do Norte Tocantins (UFNT) e Coordenador do Grupo de Pesquisa Violência e Estado, desenvolvendo atividades de ensino, pesquisa e extensão. Possui doutorado em Ciência Política na linha de pesquisa de Política Internacional pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 2013. Possui Mestrado em Ciência Política pela mesma Instituição e programa, em 2009. Também, foi professor pela UFRGS no curso O ENSINO DA SOCIOLOGIA PARA PROFESSORES DO ENSINO MÉDIO. Foi bolsista de Pós-Doutorado da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) no Programa de Pós-Graduação em Ciências Política (PPGCPOL), fazendo parte da equipe do Projeto de Investigação de Metodologia de Pesquisa em Ciência Política do Núcleo de Políticas Públicas (NEPU) e como professor docente do PPGCPOL/UFPel, no período 2013/2014. Foi coordenador do curso de Licenciatura em Ciências Sociais da Universidade Federal do Tocantins, na gestão de abril de 2015 a abril de 2017. Realizou estágio de Pós-doutorado no PPG Letras da UFT, desenvolvendo pesquisa com o tema acerca da Literatura do Exílio, no período 2017/2018. Docente do PPG Letras/UFNT e do PPG em Demandas Populares e Dinâmicas Regionais/UFNT. Realizou estágio de Pós-doutorado no PPG Letras da UFT, desenvolvendo pesquisa sobre cinema e literatura política, no período de 2019/2020. Trabalha com a linha de pesquisa em Memória Política, Partido marxista-leninista, Ditadura Civil-militar; Literatura e Política, realizando pesquisa sobre a Guerrilha do Araguaia, Justiça de Transição e Literatura do Testemunho

Downloads

Publicado

2022-07-28

Como Citar

SAGRILLO FIGUEIREDO, C. A. AS MARCAS DA LITERATURA DO NORTE DO TOCANTINS: MEMÓRIA, VIOLÊNCIA E TRAUMA. REVISTA DE LETRAS - JUÇARA, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 514-533, 2022. DOI: 10.18817/rlj.v6i1.2850. Disponível em: https://ppg.revistas.uema.br/index.php/jucara/article/view/2850. Acesso em: 1 out. 2022.