REDES SOCIAIS VIRTUAIS E ENSINO DE BIOLOGIA: EXPERIÊNCIAS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS EM CODÓ/MA

  • Fernando de Cássio de Jesus UFMA
  • Dilmar Kistemacher UFMA

Resumo

Este trabalho se insere no âmbito das discussões acerca do ensino mediado pelo uso das tecnologias, mais especificamente as Redes Sociais Virtuais desenvolvidas nas últimas décadas e que têm influenciado mudanças comportamentais na sociedade. Interessou-nos, no estudo realizado, as práticas de ensino mediadas pelas Redes Sociais Virtuais, as quais têm proporcionado às pessoas interação em ambientes atrativos. Buscamos analisar como essas redes podem ser usadas em sala de aula e, como os estudantes as veem no processo de ensino e aprendizagem. Assim, no âmbito da pesquisa qualitativa-participativa, aplicamos um questionário aberto para os alunos do Ensino Médio, na disciplina de Biologia e, também o registro das interações realizadas no WhatsApp e no Instagram. A pesquisa foi realizada durante o desenvolvimento do estágio curricular supervisionado. A análise do corpus de pesquisa revelou que essas Redes Sociais Virtuais contribuem positivamente para a aprendizagem dos estudantes e como apercepção dos estudantes acerca das redes pode interferir nos processos de ensino e aprendizagem. Palavras-chave: Tecnologias Educacionais. Redes Sociais Virtuais. Práticas pedagógicas, Ensino de Biologia, Ensino Médio.

Biografia do Autor

Fernando de Cássio de Jesus, UFMA
Licenciado em Ciências Naturais/Biologia pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA, Campus VII Codó. Professor de Ciências na Rede Pública Municipal de Ensino de Codó/MA.
Dilmar Kistemacher, UFMA
Doutor em Educação. Professor Adjunto de Fundamentos da Educação no Curso de Licenciatura em Ciências Naturais/Biologia na Universidade Federal do Maranhão – UFMA, Campus VII Codó.
Publicado
2020-07-24