A EDUCAÇÃO ESCOLAR QUILOMBOLA NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE TANCREDO NEVES-BA

Autores

  • Benedito Eugenio Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Juliana Brito dos Santos UESB

DOI:

https://doi.org/10.18817/pef.v26i1.2636

Resumo

O artigo apresenta os dados de uma pesquisa cujo objetivo foi identificar as políticas para a educação escolar quilombola no município de Presidente Tancredo Neves- Bahia. Para atingir este objetivo, utilizamos a abordagem metodológica qualitativa, do tipo estudo de caso. Os documentos consultados foram o Plano Municipal de Educação (PME), o plano de ação do ano de 2019, as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola na educação Básica e o Projeto Político Pedagógico da escola quilombola do núcleo IV. Foram também realizadas entrevistas com gestores do município. Os dados são analisados sob a ótica da educação intercultural. Os resultados apontam que não são levadas em consideração as especificidades da educação escolar quilombola, com currículo e práticas pedagógicas comuns aos presentes nas demais escolas do município.

 

Palavras-chave: Educação Escolar Quilombola,  Interculturalidade Crítica, Sociologia das ausências e das emergências.

Biografia do Autor

Benedito Eugenio, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Doutor em Educação (UNICAMP), Professor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Programas de Pós-Graduação em Relações Étnicas (PPGREC) e Ensino (PPGEn).

Juliana Brito dos Santos, UESB

Licenciada em Educação Física (UFRB) e Mestra em Relações Étnicas e Contemporaneidade (UESB). Professora de Educação Física.

Downloads

Publicado

2021-07-28