A RELEVÂNCIA DO PENSAMENTO DE MILTON SANTOS NO ENSINO DE GEOGRAFIA VOLTADO A REDUÇÃO DOS RISCOS DE DESASTRES NATURAIS*

Autores

  • Nilton José Capelozza Secretaria de Educação do Estado de São Paulo / UNESP-BAURU
  • Wandreson José Rodrigues Secretaria de Educação do Estado de São Paulo / UNESP-Bauru
  • Lourenço Magnoni Júnior Programa de Pós-Graduação em Docência para a Educação Básica da UNESP Campus de Bauru - SP/FATEC-Lins

Palavras-chave:

O pensamento de Milton Santos. Espaço. Topofilia. Desastres naturais.

Resumo

Este artigo tem por finalidade analisar a contribuição do pensamento de Milton Santos para o ensino de Geografia, o estudo do espaço geográfico e os seus problemas de ordem econômica, política, social, cultural e ambiental, assim como a prevenção e a redução dos riscos de desastres naturais antrópicos na atualidade. Devido ao aumento da frequência e de seus potenciais destrutivos, os desastres naturais cada vez mais, são divulgados pelos diferentes veículos informativos. A reflexão escolar sobre os ensinamentos e os conceitos teóricos de Milton Santos é fundamental para ensinarmos Geografia e estudar devidamente o espaço geográfico em um contexto educacional capacitado para despertar o pensamentocrítico dos estudantes sobre as questões ambientais, destacando também os efeitos dos desastres naturais ao longo da era contemporânea.

Biografia do Autor

Nilton José Capelozza, Secretaria de Educação do Estado de São Paulo / UNESP-BAURU

* Trabalho apresentado no II Seminário Internacional de Geografi a - Milton Santos 20 anos depois: Desafi os de uma herança intelectual. Evento remoto realizado em novembro de 2021.

Graduado em Geografia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Jaú - SP. Professor efetivo da Rede Pública de Ensino do Governo do Estado de São Paulo. Possui Pós-Graduação Lato-Sensu em Gestão Escolar (FATECE) e Pedagogia pela Sociedade de Ensino Elvira Dayrell. É mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Docência para a Educação Básica da Faculdade de Ciências – UNESP/Campus de Bauru

 

Wandreson José Rodrigues, Secretaria de Educação do Estado de São Paulo / UNESP-Bauru

Graduado em Geografia e Pedagogia pela Universidade do Sagrado Coração – Bauru/SP. Professor de Educação Básica II, concursado e efetivo, da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. É mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Docência para a Educação Básica da Faculdade de Ciências da UNESP/Campus - Bauru/SP.

Lourenço Magnoni Júnior, Programa de Pós-Graduação em Docência para a Educação Básica da UNESP Campus de Bauru - SP/FATEC-Lins

Graduado em Geografia. Docente do Programa de Pós-Graduação em Docência para a Educação Básica da UNESP Campus de Bauru - SP, da Faculdade de Tecnologia de Lins (Fatec) e das Escolas Técnicas Estaduais Astor de Mattos Carvalho de Cabrália Paulista - SP e Rodrigues de Abres de Bauru - SP (Unidades de ensino do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza). Membro do Grupo Assessor de Ciência e Tecnologia do Escritório das Nações Unidas para Redução do Risco de Desastres (UNDRR) – Regional Américas e Caribe e da Diretoria Executiva da Associação dos Geógrafos Brasileiros, Seção Bauru – SP.

Downloads

Publicado

2022-07-29

Como Citar

José Capelozza, N. ., José Rodrigues, W. ., & Magnoni Júnior, L. . (2022). A RELEVÂNCIA DO PENSAMENTO DE MILTON SANTOS NO ENSINO DE GEOGRAFIA VOLTADO A REDUÇÃO DOS RISCOS DE DESASTRES NATURAIS*. Revista Ciência Geográfica, 26(2), 1077-1091. Recuperado de https://ppg.revistas.uema.br/index.php/cienciageografica/article/view/2933