EFEITO DAS TÉCNICAS DE POVOAMENTO NO DESEMPENHO PRODUTIVO DO CAMARÃO MARINHO Litopenaeus vannamei

  • Elaine Cristina Batista dos SANTOS 1Universidade Estadual do Maranhão (UEMA)
  • Maurício Nogueira da Cruz PESSOA Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
  • Paulo de Paula MENDES Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE
Palavras-chave: Berçário, Cultivo, Povoamento direto, Povoamento indireto

Resumo

Este estudo objetivou avaliar os efeitos das técnicas de povoamento e desempenho produtivo durante cultivo do camarão marinho Litopenaeus vannamei. Dados de 270 cultivos comerciais oriundos de uma fazenda de camarão localizada no Rio Grande do Norte, Brasil, foram utilizados para relacionar as variáveis de manejo: tempo de cultivo (TC), densidade de estocagem (DE), área do viveiro (AV), mês de povoamento (MP), ano de povoamento (AP), laboratório fornecedor de pós-larva (LFPL), povoamento direto (Pdir) e povoamento indireto (Pind), através da técnica de regressão linear múltipla para estimar os parâmetros que influenciaram nos cultivos, tendo como variáveis respostas: produção (PRD), produtividade (PRDT), fator de conversão alimentar (FCA), peso final (PMF), e taxa de sobrevivência (TS). Essas variáveis foram relacionadas em função da densidade de estocagem (DE) e dias de cultivo (DC). Para as variáveis, PMF E FCA, a forma de povoamento não exerceu nenhuma de influencia. Nas demais variáveis observou-se diferença de 6,8% e 6,4% a mais, na sobrevivência e produtividade respectivamente, quando realizado Pind. Para produção, embora o sistema de Pind tenha conferido um incremento de 6,0%, este não apresenta diferença. Diante das respostas obtidas, verificou-se que a técnica de povoamento indireto confere um melhor desempenho produtivo.
Publicado
2017-04-21
Seção
Artigos