VALOR NUTRICIONAL DO FILÉ E CARCAÇA DE TILÁPIAS DO NILO ALIMENTADAS COM RAÇÕES CONTENDO VALORES DIVERSOS DE PROTEÍNA E ENERGIA DIGESTÍVEL

LEDA MARIA SARAGIOTTO COLPINI, LUIZ EDUARDO NOCHI DE CASTRO, NATHALIA DA CRUZ DURÃES, WILLIAM FRANCO CARNEIRO, ALDO TOVO NETO, FÁBIO MEURER

Resumo


Este trabalho teve como objetivo avaliar a composição química corporal e do filé da tilápia do Nilo adulta, alimentadas com rações com cinco níveis de proteína digestível (PD): 14, 19, 24, 29 e 34% e quatro de energia digestível (ED): 2.600, 2.800, 3.000 e 3.200 Kcal/ kg-1. Foram distribuídas 60 tilápias do Nilo, revertidas sexualmente, em 20 unidades experimentais de polietileno com 1.000 L de volume útil cada. Os animais foram alimentados às 8h, 13h e 18h de cada dia, a temperatura e o oxigênio avaliados diariamente e as demais variáveis semanalmente. Ao final de 60 dias de experimento os peixes foram abatidos e avaliados a composição química (umidade, cinzas, proteína e gordura bruta) corporal e do filé dos peixes. Os resultados médios das análises bromatológicas do filé de tilápia do Nilo foram: umidade 75,14%, cinzas 1,19%, proteína bruta 24,80% e gordura bruta 0,78%. Quanto aos resultados médios obtidos da análise corporal da tilápia do Nilo, umidade 68,74 %, cinzas 3,96%, proteína bruta 17,71% e gordura bruta 5,54%. Os dados foram analisados estatisticamente por two way ANOVA (p<0,05) e foi verificado um efeito significativo do nível de energia digestível sobre a proteína do filé, onde o menor nível energético promoveu filés com menor proteína que os demais níveis, os quais foram significativamente semelhantes entre si. Rações com baixo nível de energia digestível independentemente do nível de proteína digestível proporcionam filés com menor concentração de proteína em tilápias do Nilo adultas.

Palavras-chave


Aquicultura; Nutrição; Oreochromis niloticus

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18817/repesca.v10i2.1345

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Catálogos, Portais, Bases Bibliográficas, Índices e Sistemas de Indexação http://sumarios.org/sites/default/files/zeropoint_logo.png https://www.abecbrasil.org.br/novo/wp-content/uploads/2015/09/Banner-com-movimento-de-entrada-de-seta.gif