SILAGEM BIOLÓGICA ELABORADA COM RESÍDUOS DE FILETAGEM DE SARAMUNETE (Pseudupeneus maculatus)

  • Robson Farias Jatobá Universidade Federal Rural de Pernambuco, Departamento de Pesca e Aquicultura
  • Paulo Roberto Campagnoli Oliveira Filho Universidade Federal Rural de Pernambuco, Departamento de Pesca e Aquicultura
Palavras-chave: Pesca, Tecnologia do Pescado

Resumo

O saramunete (Pseudupeneus maculatus) é um peixe capturado no litoral de Pernambuco de importante valor comercial. Portanto, práticas que façam o aproveitamento dos resíduos do processamento são de grande importância para esta espécie. Uma alternativa é a elaboração de silagem biológica, que é uma forma simples de processamento e que apresenta qualidade nutricional compatível à farinha de peixe. O objetivo do presente estudo foi utilizar resíduos da filetagem de saramunete para elaboração de silagem biológica utilizando iogurte natural como fonte de bactérias lácticas e duas fontes de carboidratos: melaço da cana de açúcar e amido de milho. As análises realizadas foram a medida do pH até o nono dia e após 1, 2, 3 e 4 meses de armazenagem em temperatura ambiente, análise de atividade de água e composição centesimal (umidade, proteína, gordura e cinzas). As silagens com amido de milho apresentaram deterioração no quinto dia após a elaboração, observado pela elevação (P<0,05) do pH para 6,9 e sinais de desenvolvimento de fungos, não sendo realizado a análise de composição centesimal. O pH das silagens elaboradas com melaço da cana de açúcar variaram (P<0,05) entre 4,2 e 4,5 após 4 meses de armazenagem, mantendo-se assim dentro dos parâmetros seguros contra o desenvolvimento de bactérias deteriorantes. As silagens utilizando melaço apresentaram 0,978 ± 0,002 de atividade de água, 70,4 ± 2,4% de umidade, 16,4 ± 1,4% de proteína, 3,1 ± 0,4% de gordura e 4,6 ± 0,4% de cinzas. Observa-se que a silagem biológica de resíduos de filetagem de saramunete com adição de melaço da cana de açúcar é uma ótima alternativa para agregar valor aos resíduos provenientes da industrialização desta espécie, bem como contribuir com a diminuição da emissão de poluentes ao meio ambiente.

Biografia do Autor

Robson Farias Jatobá, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Departamento de Pesca e Aquicultura
Departamento de Pesca e Aquicultura, Tecnologia do Pescado
Paulo Roberto Campagnoli Oliveira Filho, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Departamento de Pesca e Aquicultura
Departamento de Pesca e Aquicultura, Tecnologia do Pescado
Publicado
2017-06-12
Seção
Artigos