Utilização da metodologia DMAIC em comunidades pesqueiras artesanais no sudeste do Brasil

  • Guilherme Arpini REIS
  • Talita Seckim JULIO
  • Vanielle Aparecida do Patrocinio GOMES
  • Rodrigo Randow de FREITAS Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
Palavras-chave: Diagrama de Afinidades, Diagrama de Causa e Efeito, PDCA, Pesca artesanal

Resumo

Estimativas mais recentes apontam que no mundo existam cerca de 39 milhões de pescadores, sendo que 90% destes estão envolvidos com a pesca de pequena escala – ou artesanal tradicional – sendo que nos países em desenvolvimento, esta proporção é maior. A atividade pesqueira no estado do Espírito Santo tem se tornado uma das principais fontes de renda e oferta de alimentos para um grande número de famílias, principalmente para as pequenas cidades litorâneas. Porém, os pescadores encontram diversas dificuldades neste setor. Assim, o presente estudo, realizado nas comunidades pesqueiras de Pedra D’agua, Guriri e Barra Nova, todas localizadas em São Mateus, teve como objetivo aplicar a metodologia DMAIC nos processos de produção, beneficiamento e comercialização do pescado. Através dos dados coletados foi possível aplicar diversas ferramentas da qualidade, de modo a avaliar rigorosamente os processos observados. Os resultados demonstraram as características e o nível de qualidade nos processos, propondo algumas ações corretivas e de melhorias para os processos gerando possibilidades de elaborações de políticas públicas futuras. As melhorias mais importantes se encontram em relação à aquisição de novos equipamentos para todos os processos como equipamentos ligados à refrigeração como câmaras frigoríficas e freezers, equipamentos para auxiliar o transporte do pescado do porto até o seu destino, ferramentas para realizar o beneficiamento do pescado e uma melhor infraestrutura, possibilitando que os pescadores consigam agregar um maior valor ao produto.
Publicado
2017-06-12
Seção
Artigos