OCORRÊNCIA DE MERCÚRIO EM CAMARÕES EM DIFERENTES AMBIENTES AQUÁTICOS

  • Geovana Lea FERNANDES
  • Maria Lúcia Paiva NUNES
  • Antonio Diogo LUSTOSA-NETO
  • José Milton BARBOSA
Palavras-chave: Poluição ambiental, Saúde pública, Toxidez.

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo comparar níveis de mercúrio em diferentes espécies de camarões de interesse comercial, em seus habitats, nas estações seca (janeiro-março/1999) e chuvosa (abril-junho/1999), no Estado da Paraíba. Foram testados: o camarão-cinza e seu habitat (fazenda marinha de cultivo); o camarão-branco Litopanaeus schimitti e seu habitat (Estuário do Rio Paraíba do Norte) e o camarão de água-doce Macrobrachium amazonicus e seu habitat (Açude Mãe DÁgua). O teor de mercúrio foi avaliado através da técnica de espectrofotometria de absorção atômica. Os teores de mercúrio dos diversos ecossistemas mostraram-se significativamente diferentes (p<0,05), porém não foram observadas diferenças quanto à interação ecossistema/mês. Os níveis de mercúrio encontrados nos diversos habitats ou ecossistemas foram levemente superiores aos observados nos camarões, porém todos situaram-se abaixo do limite máximo fixado pelos órgãos governamentais. Estatisticamente, a espécie L. vannamei foi a única que apresentou teores de mercúrio significativamente diferentes, quanto às estações chuvosa e de estiagem.
Publicado
2009-04-09
Se??o
Artigos